Lançamento da campanha para construir mil igrejas em cinco anos



O primeiro registro de uma igreja adventista na Bahia aponta para Ilhéus, em maio de 1912. Era um grupo de pouco mais de 10 pessoas reunidas em um espaço com “boa sala para seus cultos”, conforme relato do pastor pioneiro John Lipke. Juntando a Bahia e Sergipe de hoje, existem mais de 2,1 mil congregações e cerca de 180 mil fiéis. Sob essa perspectiva, falar no plantio de mil novas igrejas em cinco anos parece uma utopia. Mas o primeiro passo dessa jornada aconteceu em Dias d’Ávila, município baiano distante 56 km de Salvador, onde foi inaugurada aquela que entrou para a história como a primeira das mil congregações construídas pela União Leste Brasileira, sede adventista para Bahia e Sergipe. A celebração aconteceu no sábado, 10 de novembro.

A iniciativa é parte do projeto Santuários de Esperança, que reforçará os pilares da comunhão cristã, do relacionamento e da missão como base para o crescimento espiritual. O plantio de novos templos é uma das metas da campanha. “Esperamos envolver todos os fiéis num esforço de fé para plantar essas igrejas nos dois estados, dando início a uma nova etapa de crescimento do Evangelho nesse território”, disse o pastor Geovani Queiroz, presidente da União Leste Brasileira.

Primeira igreja do projeto em Dias d’Ávila durante Escola Sabatina.

Quase 500 pessoas foram atraídas para a inauguração da congregação. Dias d’Ávila tem população superior a 66 mil habitantes. Fiéis se uniram a líderes para acompanhar a efeméride. Coordenadores nacionais da organização Maranatha Volunteers International – um ministério de apoio a Igreja Adventista responsável pela construção de igrejas e escolas em mais de 60 países – também participaram do evento.

A campanha que prevê a construção de mil igrejas é resultado de uma mobilização envolvendo a estrutura adventista em vários níveis. A União Leste Brasileira financiará, em R$ 15 mil, distritos que se dediquem a levantar igual valor como contrapartida para o empreendimento. A partir daí, com apoio da Maranatha e de empresários, é possível construir a congregação em tempo ágil. “Envolvemos 15 homens na construção desse templo, e concluímos em 60 dias”, disse o pastor Jefferson Carvalho, líder local.

O pastor Erton Kohler, presidente da Igreja Adventista para a América do Sul, visitou Dias d’Ávila no domingo, 11, para conhecer o modelo de igreja que será padrão para a campanha. Ele elogiou a iniciativa e enfatizou o valor do projeto. “Fico feliz em ver que é uma obra bem acabada, de custo baixo e espero ver logo as mil igrejas construídas”, disse.

Nova sede – A inauguração da igreja em Dias d’Ávila foi parte da agenda que movimentou líderes e fiéis durante um fim de semana. A outra foi a inauguração da sede provisória da União Leste Brasileira. Vários convidados estiveram presentes ao ato para celebrar a chegada da sede administrativa da Igreja para Bahia e Sergipe, que cuidará das ações sociais e religiosas num território cuja população é superior a 17 milhões de habitantes.


02/04/2013 por administrador

Comente