A Missão



Desde que a União Leste Brasileira foi criada – no segundo trimestre de 2012 – sua admi­nistração vem percorrendo distrito por distrito em todas as regiões administrativas de sua geografia, motivando e mobilizando os fiéis para envolve­rem-se e investirem em um badalado plano de expansão.

Plano este, que visa construir pequenas capelas por toda re­gião. O projeto recebeu um nome que está contagiando a todos – “Santuários de Esperança.” Segundo o ousado pla­no cerca de mil pequenas igrejas devem ser construídas em 5 anos; a iniciativa puxará toda a comitiva de planos e me­tas da Igreja na ULB. “Queremos ‘plan­tar’ essas mil congregações em bairros, vilarejos, lugares distantes, não impor­ta onde. O projeto “Santuários de Espe­rança” ampliará o projeto de expansão da Igreja Mundial”, declara com euforia Pr. Geovani Queiroz, presidente da ULB. Segundo ele, os investimentos iniciais na construção dessas capelas devem ser de 30 mil reais em média por cada igreja.

Será uma por distrito a cada ano, ou seja, cinco capelas por cada região pastoral, em cinco anos. De onde virão esses recursos? A fatia do bolo será dividida em três partes entre a ULB, as sedes administrativas locais (Associação/Missão) e os distritos pas­torais. Com essas mil novas capelas, a previsão é que 100 novos distritos pastorais surjam na Bahia e Sergipe e consequentemente mais sedes admi­nistrativas; que impulsionarão ainda mais o “trem bala” adventista desta região do Brasil. As expectativas são tão promissoras, que já se comentam nos corredores das igrejas destes dois estados um dito que se tornou popular: “Quem viver, Verá!”. Será uma união de forças, a ULB, as associações, os distritos e os membros.

Comente